x

Menu

Artigos / Artigos

Como Momo escuta? Gerando pensamento!

Artigos

 Munzner

“O que o Thinking Environment tem de tão especial?”, curiosos perguntam. É mais que uma metodologia, é uma maneira de se portar e agir no mundo. A escuta profunda é um dos pilares para a criação de um Thinking Environment. Aliás, a maioria das crianças já escuta assim naturalmente. Aprender a metodologia é reaprender essa escuta ativa.

A personagem Momo, do conhecido livro infantil alemão “Momo e o Senhor do Tempo”, de Michael Ende, é uma personificação da escuta que estamos convidando para re-aprender. Ler um trecho do livro pode fazer você mergulhar melhor neste universo:

Essa expressão tornou-se quase uma frase feita entre as pessoas da vizinhança. “Ora, vá falar com Momo!”. Mas por quê? Será que Momo era tão sensata que sempre tinha um bom conselho para dar? Será que sempre encontrava as palavras certas para dizer a quem precisasse de consolo? (…)

Não, também não era isso. (…) O que Momo sabia fazer melhor que ninguém era ouvir. Muitos leitores devem estar achando que isso não é nada demais, que qualquer um sabe ouvir. Mas é engano. Muita pouca gente sabe ouvir de verdade.

E o jeito de Momo ouvir e entender era muito especial. Momo ouvia de tal modo que as ideias acertadas acabavam surgindo na cabeça de alguém que estivesse meio desorientado. Não é que ela dissesse ou perguntasse algo que fizesse a pessoa pensar de determinada maneira. A menina só ficava ali sentada ouvindo com atenção e simpatia.

Ao mesmo tempo fitava a pessoa com seus grandes olhos negros e nela surgiam pensamentos que nunca tivera antes, como se lhe tivessem sido encravados por aquele olhar.

Momo ouvia de uma certa maneira que fazia os desesperados ou hesitantes de repente saberem o que queriam; ou os tímidos se sentirem à vontade e confiantes; os infelizes e oprimidos sentiam-se felizes e cheios de esperança. (…) Era assim que Momo ouvia.

.

Ilustração do livro “Momo e o Senhor do Tempo”

No Thinking Environment, queremos mais dessa capacidade interna de Momo: temos consciência de que a atenção é um ato de criação, pois escutamos para catalisar o pensamento da outra pessoa. A atenção de uma pessoa pode gerar pensamento na outra pessoa, assim como Momo gera inspiração ou alívio nos personagens do livro em diversas situações.

Aliás, quando criamos um Thinking Environment, há algo de sustentar a bondade de uma criança: temos ciência de que escutar para catalisar o pensamento do outro é diferente de escutar para responder.

Thinking Environment

Como isso acontece? Essa escuta generativa é quase uma obra de arte: ela se origina do interesse genuíno no processo de pensamento da outra pessoa, na curiosidade em saber onde mais ela pode chegar com seu pensar, muito além de escutar somente o conteúdo que acabou de ser dito.

É usar os grandes olhos negros de Momo sem julgamento ou pressão. Vem da coragem de dar atenção e confiar na inteligência do outro e que ele pode não precisar do que você pensa.

Thinking Environment

A escuta transformativa de Momo pode ser experimentada na prática quando aplicamos o Thinking Environment em reuniões, entrevistas, sessões de coaching e mentoria – essa escuta dentro desses processos faz as pessoas realmente se abrirem e dizerem o que sentem e pensam.

Quer saber mais? Entre em contato conosco pelo: contato@munzner.co. Será um prazer ouvir você! Sobre a personagem Momo, indicamos a leitura do livro ou mesmo sua versão em filme, disponível no YouTube:

Outros artigos relacionados a esse tema:
O que é o Thinking Environment (Ambiente para Pensar)?
Dedicar sua atenção ao outro pode mover montanhas
Você escuta seus filhos?
Como sair energizado de uma reunião?
Como é uma organização que usa o Thinking Environment?