x

Menu

Artigos / Artigos

Eu sou coach: como uso o Thinking Environment?

Artigos

 Munzner

Como várias pessoas ainda possuem dúvidas de como aplicar o conhecimento do Thinking Environment no cotidiano, principalmente em suas profissões, nós resolvemos começar uma série de artigo sobre dicas práticas.

Você trabalha como coach e quer enriquecer seu trabalho com ferramentas do Thinking Environment? Acompanhe o diferencial que a metodologia de Nancy Kline pode trazer para o seu coaching, como agregará valor ao seu serviço e como isso transformará sua relação com os coachees.

.

coach

.

01 Ferramentas para ajudar o coachee de maneira sutil

Como dizia Walter Benjamin, convencer é infrutífero. Para ajudar seu coachee na tomada de decisões de maneira produtiva e criativa, você pode usar ferramentas do Thinking Environment como Parceira de Pensamento e Comitê do pensamento. Para saber mais sobre essas ferramentas, clique neste artigo.  

.

coach

.

02 Acordos específicos que criam confiança com o cliente

O Thinking Environment é poderoso aliado na hora de criar um ambiente seguro. Nancy Kline, criadora da ferramenta, descreveu dez componentes que, quando adotados como comportamentos ou “acordos” entre coach e coachee, levam as pessoas a remover bloqueios, confiar umas nas outras e ter insights com qualidade. Leia aqui mais sobre os dez componentes e como aplicá-los.

..

coach

.

03 Escuta ativa aprimorada através dos dez componentes

A atenção genuína é algo que a maioria das pessoas tende a deixar de lado enquanto interage com os outros. Nancy Kline, em sua jornada de criação do Thinking Environment, observou a dinâmica das relações humanas. Em suas experiências durante mais de 30 anos, ela percebeu que, quando temos relações de qualidade, conseguimos pensar melhor, conseguimos ir além e até mesmo remover bloqueios.

Segundo Nancy, tudo começa quando dedicamos atenção genuína em quem está falando, suportando o pensamento da pessoa com verdadeiro interesse de que ele evolua, sem julgamento ou necessidade de interferir.

.

coach

.

.A escuta ativa praticada no Thinking Environment está diretamente ligada ao componente da atenção. Essa prática consiste na intenção de realmente ouvir o coachee (ouvir sem já começar a elaborar uma pergunta ou réplica para ele); e sustentar os 10 componentes enquanto escuta quem está falando.

Acreditamos profundamente que a pessoa que tem o problema ou a questão a ser resolvida, também tem a resposta. Por isso, como coach no Thinking Environment, é importante falar menos. Às vezes só fazemos a primeira pergunta: “sobre que você quer pensar e quais são seus pensamentos?” e depois o coach não fala mais nada, “apenas” presta atenção.

Para saber mais sobre o efeito da atenção, veja o depoimento de uma colega e praticante de Thinking Environment clicando aqui.

.

coach

.

04 Questionamentos poderosos através da Pergunta Incisiva

A prática da Pergunta Incisiva é uma ferramenta estratégica para coaches. Ela substitui pressupostos e crenças limitadoras, bloqueios e medos; ajuda abrir a mente para novas possibilidades. E faz o coachee pensar por si mesmo, facilitando insights que o próprio coach não teria.

.

coach

.

05 Resultados práticos e novos clientes

Por fim, é normal se perguntar que resultados e efeitos o Thinking Environment vai trazer nos clientes de coaching. Nossa resposta? É preciso haver conversa, acordos claros e abertura para se permitir experimentar este tipo de metodologia, pois ela pode se contrapor muito com o condicionamento de um coach treinado a fazer perguntas. 

O coachee pode ficar frustrado com o silêncio do coach, esperando que ele comece logo a falar. Como a sabedoria antiga diz: “quando a pessoa não se abre para a cura, independente do tipo de tratamento, não será possível fazer milagres”. A nova qualidade da sua escuta, que o cliente vai perceber, será um diferencial enorme, mas se não for bem contratada, pode gerar o efeito contrário.

.

coach

.

Outra pergunta comum é “vou conseguir mais clientes por ter o certificado de Thinking Environment?”. Quando você é um coach certificado pela Time to Think, empresa de Nancy Kline, seu nome é divulgado em um catálogo internacional, no site da empresa. Através desse site, pessoas como a própria Ana ou o Steffen Munzner receberam indicações de clientes novos.

Porém não existem garantias. Observamos que cada coach atrai o tipo de cliente que está preparado para atender. É comum o coach do Thinking Environment atrair clientes que já passaram por vários outros processos de desenvolvimento e gostam da ideia de exercerem sua liberdade de pensamento completamente independente.

Quer saber mais? Veja estes textos que também estão relacionados com coaching: “As qualidades dos maiores coaches do mundo” e “Aprimore seus resultados com Thinking Environment”.