x

Menu

Artigos / Sem categoria

Caso real: gestor de vendas usando Thinking Environment

Sem categoria

 Munzner

Uma dúvida comum entre profissionais que costumam se interessar por diversos cursos é: como aplicar isso na prática? Eziel Maciel, gestor de vendas da Metalúrgica Riosulense, fez o curso de Fundamentos do Thinking Environment em Curitiba.

Um curto período de tempo depois, já conseguiu ver os efeitos disso no seu cotidiano, tanto em relação com os clientes quanto em relação à sua maneira de lidar com os colaboradores de sua equipe.

Thinking Environment para vendas e na relação com clientes

No mundo comercial, percebe-se cada vez mais que o formato tradicional de vendas não funciona como alguns anos atrás. Os clientes estão cada vez mais críticos às formas de abordagem e a internet abre um leque de opções para outras empresas que oferecem os mesmos serviços.

Tendo isso em vista, é necessário estudar melhor o consumidor e criar processos de venda diferenciados. O Thinking Environment, por exemplo, é uma metodologia que afina nossa percepção sobre o outro, nos auxiliando a criar um ambiente de maior confiança e de interações genuínas.

Fonte: ESLgold.com

Em seu depoimento, Eziel conta que o Thinking Environment o levou a “conhecer o cliente de uma maneira diferente, deixá-lo pensar”. Assim, o cliente “descobre mais do que realmente precisa para ajudar seu próprio negócio. E, por consequência disso, acabamos vendendo mais”.

Porém é necessário saber que o Thinking Environment não é uma ferramenta de vendas e sim um caminho que pode facilitar isso: “vender mais não é o objetivo principal ao se criar um Thinking Environment, mas, sim, estar ali conhecendo mais o cliente, refinando as necessidades dele e compreender os porquês”. É a qualidade das relações que importa e leva aos resultados desejados.

Thinking Environment nas vendas

Foto: Eziel com Ana Munzner recebendo certificado de participação

O impacto do TE na organização logo após o programa

Após participar do curso de Thinking Environment, Eziel relatou que já teve sua primeira experiência para testar o método. Com o Thinking Environment, ele conseguiu “criar um ambiente no qual a pessoa se sente segura”.

O caso específico que Eziel contou foi quando ele precisou conversar com uma colaboradora e fez isso de uma maneira que nunca havia imaginado. “Aquilo não foi de mim – não era algo que eu já tinha, era algo que eu aprendi e tenho plena vontade de continuar aprendendo e praticando para tirar muito mais dessa ferramenta”.

Nossa provocação: o que faz com que uma pessoa se sinta segura para dizer o que realmente pensa, sente e abrir os problemas reais que observa? Por que algumas pessoas preferem esconder o que realmente está acontecendo? São em questões como essas que o Thinking Environment impacta.

Thinking Environment nas vendas

Turma de Fundamentos do Thinking Environment no Instituto SER: participação de Eziel com colegas de equipe e participantes de Curitiba.

Alguma dúvida sobre o Thinking Environment? Mande e-mail para cursos@munzner.co
Para saber sobre as próximas turmas do curso de Fundamentos do Thinking Environment, clique aqui

Nós indicamos a leitura dos seguintes artigos para se aprofundar mais neste assunto:
O que é o Thinking Environment (Ambiente para Pensar)?
Qual é o curso certo para você?
10 componentes do Thinking Environment