|

Como os líderes podem provocar os melhores pensamentos nos outros?

Um relato pessoal de como o Thinking Environment pode ser aplicado na vida pessoal e profissional.

Tradução de How can leaders ignite the best thinking in others?

Este artigo é de Soshan Soobramoney, um dos mentores do Protagion. Soshan é um qualificado avaliador de riscos que já trabalhou em várias funções relacionadas a produtos e clientes na indústria de seguros, e agora é professor de avaliação de riscos futuros s na Universidade de Johannesburg, na África do Sul. Ele também é um facilitador da Time to Think - nessa função, ele ensina aos outros como criar ambientes que possibilite às pessoas pensar de forma bela e corajosa por si mesmas. Esse treinamento nos permite melhorar a qualidade dos nossos relacionamentos, estruturar reuniões de forma a maximizar seu impacto, impulsionar a qualidade do pensamento dos membros de nossa equipe e aumentar nossa eficácia enquanto líderes.

Soshan é aberto para mentoria atráves da página da Protagion. Você pode contatar ele aqui

"Qual é a única coisa que, se pudesse, mudaria tudo?"

Essa importante pergunta, e outras, conduziram Nancy Kline, autora best-seller de Time to Think*, a uma vida inteira de trabalho sobre como os seres humanos poderiam "estar" uns com os outros de maneira a catalisar nosso potencial humano e aumentar nossa inteligência.

Encontrei pela primeira vez a Time To Think em um curso de liderança de três semanas que fiz enquanto trabalhava no setor de seguros anos atrás. Fiquei fascinado com a forma como os facilitadores desse curso fizeram eu sentir que estava pensando, crescendo e florescendo durante cada minuto dessas três semanas. "Como eles fizeram isso?" Eu me perguntava depois de cada dia daquele curso. E como eu poderia ser o tipo de líder que gera aquele tipo de criatividade e energia nas pessoas? Logo descobri que esses facilitadores entendiam algumas coisas poderosas sobre como a mente humana funciona. O que catalisa e o que a bloqueia. Como ela odeia obedecer, mas adora brincar. Como ela dança ao som de uma pergunta, mas tropeça quando recebe uma instrução. Como ela cria na presença de tranquilidade, mas congela na presença de urgência.  Assim, quando eu estava para me mudar para Londres no final daquele ano, tornei uma meta encontrar Nancy Kline e comecei a estudar com ela. Tenho estudado esse trabalho por quase uma década e continuo a ficar cada vez mais entusiasmado com seu potencial de mudar o mundo, quanto mais eu aprendo sobre ele...

“A qualidade de tudo o que os seres humanos fazem depende da qualidade do pensamento que antecede a ação"

NANCY KLINE

Um ambiente perfeito para pensar

Você já sentiu mais inteligente ou mais articulado ao falar com uma determinada pessoa? Acontece que uma coisa muito importante (se não a mais importante) que muda a qualidade do pensamento de alguém é como essa pessoa está sendo tratada pelas pessoas que estão com ela enquanto está pensando. Isto nos leva, como pais, professores, líderes e colegas de trabalho, a uma questão crucial: Como podemos tratar as pessoas de uma maneira que lhes permita pensar bem por elas mesmas - com coragem, rigor, imaginação e encanto?

As implicações desta escolha filosófica são profundas. Significa que o trabalho principal de um líder é criar as condições para que sua equipe tenha seus melhores pensamentos. Dar atenção de alta qualidade, do tipo que catalisa o pensamento dos outros, está na vanguarda da liderança. Nancy Kline refere-se a esta forma de estar no mundo como "criando um ambiente de pensamento", e aqui está um resumo dos 10 componentes de um Thinking Environment (Ambiente para Pensar):

  1. Dar Atenção, ouvindo com respeito palpável e sem interrupção
  2. Criar Igualdade tratando um ao outro como parceiros de pensamento, dando turnos iguais de pensamento e fala, e mantendo acordos e limites.
  3. Demonstrando Apreciação, oferecendo reconhecimento genuíno às qualidades de uma pessoa de forma sincera, específica e sucinta e praticando uma relação de 5:1 de apreciação em relação à crítica.
  4. Criar uma sensação de Tranquilidade, oferecendo libertação da pressa interna ou urgência
  5. Oferecendo Encorajamento, dando coragem para ir à vanguarda das ideias, indo além da competição interna entre você e o pensador
  6. Acolhendo os Sentimentos, permitindo liberação emocional suficiente para restaurar o pensamento
  7. Dando Informações ao fornecer os fatos necessários, bem como derrubando qualquer negação que possa existir
  8. Abraçando a Diversidade, acolhendo pensamentos divergentes e diferentes identidades de grupo
  9. Fazendo Perguntas Incisivas, que são perguntas que desafiam e removem pressupostos que limitam nossa capacidade de pensar por nós mesmos
  10. Criando o Local certo, um ambiente físico que comunique aos outros que eles importam

“Pensar da melhor maneira não é apenas um ato legal de celebração. É também uma coisa do coração"

NANCY KLINE

Em seu livro Time To Think*, Nancy Kline nos dá a seguinte perspectiva útil: "Achamos que ouvimos, mas não ouvimos. Terminamos as frases um do outro, interrompemos um ao outro, nos queixamos juntos, preenchemos as pausas com nossas próprias histórias, olhamos para nossos relógios, suspiramos, franzimos nossa sobrancelha, batemos os dedos, lemos o jornal, ou vamos embora. Nós damos conselhos, damos conselhos, damos conselhos. Mesmo [profissionais] escutam mal boa parte do tempo. Eles oferecem suas próprias ideias cedo demais. Confundem falar com parecer profissional. Os líderes corporativos podem ser os piores".

Um exemplo pessoal ilustrativo

Recentemente me conectei com uma querida amiga que vive em Londres através de uma chamada de vídeo. Não nos falávamos há meses, mas o alto nível de confiança entre nós permitiu uma conversa relaxada e confortável. Depois de nos atualizarmos sobre os eventos da vida e como cada um de nós estava lidando com o isolamento do COVID-19, ela começou a falar sobre como ela estava se sentindo desanimada com a humanidade nos últimos tempos. Ela falou sobre a desigualdade em nosso mundo e a injustiça de tudo isso. Ela sentiu que o confinamento estava nos mostrando como os trabalhadores da linha de frente são importantes e que nós ainda não lhes damos o respeito que merecem. Eu tinha a opção de interrompê-la ou dar-lhe minhas próprias ideias. Mas decidi, ao invés disso, permanecer em silêncio, dando-lhe, de forma implícita, permissão para explorar mais profundamente seus sentimentos e ideias, e possivelmente adentrar um território desconhecido e trabalhar o que era claramente um assunto doloroso.

Ela deu exemplos de coisas que a entristeceram e compartilhou como este nível de inquietação com o modo como as coisas estão, causava-lhe muita ansiedade. "As pessoas que nos servem todos os dias não são tratadas tão bem quanto deveriam. Será que a caixa do supermercado recebe o reconhecimento que merece? Por que as pessoas que fazem trabalhos importantes, como a limpeza de nossos locais de trabalho, são tão mal pagas? Espero que comecemos a ver o que é importante, mas eu me pergunto se as coisas realmente vão mudar quando tudo isso acabar. Devo admitir que tenho minhas dúvidas...” Ela fez uma pausa e pediu desculpas por sua "negatividade". Mais uma vez, eu tive a oportunidade de intervir. Eu poderia ter dito a ela que não há nada de errado em se sentir para baixo ou ter compartilhado minha própria experiência. Mas isso teria mudado o curso de seu pensamento e eu estava muito interessado em saber onde ela faria isso. Então eu simplesmente a apreciei e a convidei a continuar. "Eu realmente admiro o quanto você se importa com as pessoas que muitas vezes são negligenciadas. Estou ansioso para ouvir mais. O que mais você sente?” eu disse.

Minha atenção estava dando-lhe coragem para ir à até o limite do seu pensamento. O fato de eu não tê-la interrompido e a pergunta convite aberta permitiu que ela se aprofundasse e fosse corajosa em relação aos seus sentimentos sobre a desigualdade social. Ela passou a liberar a raiva que sentia e eventualmente começou a refletir sobre as coisas maravilhosas em nossas vidas, algo que ela é tão boa em fazer. Eventualmente, ela acabou dizendo: "Você sabe, quando penso nisso, estou rodeada de pessoas incríveis fazendo coisas maravilhosas todos os dias. Isso me faz continuar e me dá esperança de um futuro melhor. E sou grata pela amizade que compartilhamos e por poder pegar o telefone e saber que há alguém que se importa com as coisas que me importam". Suspeito que ela sentiu um peso saindo de seus ombros, mesmo que apenas por um momento. Eu sei que ela se sentiu segura e valorizada. O Ambiente para Pensar criado fez com que ela sentisse que seus pensamentos eram profundamente importantes. E o mais importante, ela foi capaz de pensar de novo... maior, mais ousada e mais feroz do que antes!

Embora este tenha sido um exemplo simplificado, ele ilustra o valor de oferecer atenção da mais alta qualidade, apreciação e incentivo, e reconhecer os sentimentos do pensador em um contexto de tranquilidade. A aplicação dos princípios do Thinking Environment (Ambiente para Pensar) cria as condições para que suas relações se fortaleçam. Nas palavras da Nancy: "...talvez a coisa mais importante que poderíamos fazer com nossa vida e com nossa liderança seria ouvir as pessoas com tanta habilidade, dando-lhes atenção com tanto respeito que elas começassem a pensar por si mesmas, de maneira clara e renovada".

“Amor, o ato de permitir que o outro seja um outro legítimo, é a única emoção que expande a inteligência"

HUMBERTO MATURANA, Biólogo

Coaching e a remoção de pressupostos limitantes

Em um contexto de coaching, um bom coach reconhece que seu trabalho é realçar o brilho de seu cliente. Comportando-se desta forma, portanto, permite a eles ajudar seus clientes a chegar às raízes de suas questões e desenvolver suas próprias soluções exclusivas. 

Às vezes, apesar de muita escuta especializada que é oferecida ao pensador, eles podem ainda não ser capazes de superar certos bloqueios em seu pensamento. Esses bloqueios são muitas vezes pressupostos produzidos inconscientemente, pressupostos que parecem verdadeiros. Estes pressupostos limitantes impossibilitam que as ideias do pensador fluam ainda mais. Na próxima seção, dou um exemplo profissional de como uma Pergunta Incisiva pode ajudar a remover um pressuposto limitante.

Ambientes para Pensar da vida real em um contexto de negócios

Na condução de certas reuniões, transformei os itens da agenda em perguntas e realizei "Rodadas" onde cada pessoa tinha a vez de dar sua resposta a uma pergunta específica. Transformar os itens da agenda em perguntas pode ser poderoso porque a mente funciona melhor na presença de uma pergunta. Outro benefício é que as pessoas começam a pensar sobre o tópico mesmo antes de entrar na reunião. Em uma das equipes que eu gerenciei, tínhamos pessoas discando de vários países para uma chamada semanal. Eu sempre começava a reunião desenhando uma imagem simples mostrando os nomes das pessoas sentadas ao redor da mesa virtual. Quando abria a reunião com uma pergunta positiva e enérgica como "O que te faz sentir orgulho em fazer parte dessa equipe?", eu lembrava à equipe da ordem em que as pessoas estavam sentadas e dava a cada pessoa uma chance de compartilhar um pensamento. Essa técnica pode ser utilizada para cada pergunta da agenda. Em minha experiência, realizar reuniões como Thinking Environments (Ambientes para Pensar) e usar técnicas como essas tornaram as reuniões mais curtas, mais efetivas e muito mais agradáveis. A qualidade dos relacionamentos melhora e a inteligência coletiva do grupo aumenta.

Em um workshop que eu facilitei, estávamos desenvolvendo uma nova proposta de seguro para um nicho de mercado onde a empresa estava muito dependente de corretores independentes para entregar a proposta de valor da empresa a clientes corporativos. Receber o suporte dos corretores era, portanto, fundamental para o sucesso da expansão neste mercado. Em uma etapa de nosso brainstorming, a energia estava muito baixa. Perguntei ao grupo "O que estamos supondo que está limitando nosso pensamento aqui?" e dei a cada pessoa uma chance de responder. Descobri que um pressuposto chave da equipe era que os corretores não se preocupavam com o valor entregue ao cliente, e que apenas queriam a venda (e sua comissão). Eu fiz a seguinte Pergunta Incisiva: Se você soubesse que o corretor quer o que é melhor para seu cliente, como você projetaria a participação deles em nossa proposta? Algumas grandes ideias fluíram depois disso, incluindo como nossa empresa poderia capacitar melhor o corretor a entregar ferramentas-chave de gerenciamento de risco a seus clientes. Nessa sessão, a equipe apresentou uma extensa lista de ideias que nunca haviam pensado antes. Isto era exatamente o que o líder da equipe queria alcançar".

“Ao dominar a teoria e a habilidade de um Thinking Environment (Ambiente para Pensar), as pessoas enriquecem seu trabalho, sua vida e seus relacionamentos. As organizações produzem melhores ideias em menos tempo e com melhores resultados de negócios. Elas também aumentam a motivação e o comprometimento da sua força de trabalho... Talvez o mais importante seja a possibilidade de que, ao seguir este caminho para transformar nosso mundo em um Ambiente para Pensar, em um lugar tão estimulante, tão gentil, tão vivo, tão autêntico, onde nenhuma mente humana é desperdiçada, e nenhum coração humano é pisoteado, nós não só melhoraremos as coisas para nós mesmos, mas poderemos também construir um legado do qual nos orgulharíamos em deixar”.

NANCY KLINE

Saiba mais sobre a Time To Think

Abaixo estão dois vídeos bem curtos de Nancy Kline (2-4 minutos cada). No primeiro, ela compartilha seu princípio fundamental para pensar com o máximo de qualidade, e no segundo, ela relembra uma Pergunta Incisiva feita antigamente por seu pai para fortalecer seu próprio pensamento independente:

A qualidade de tudo o que os seres humanos fazem,
Tudo,
depende na qualidade do pensamento que ocorre antes.
Eu acho que cresci com a possibilidade tentadora de que o mundo poderia ser diferente, como minha mãe dizia:
“não há um crime maior do que o desperdício de uma única mente humana”.
Eu acho que eu guardei isso
Você sabe
Acho que guardei isso, sabe, em algum lugar como sob Eu para um inexplicável, mas imensamente importante, talvez sob Eu … aqui, etc.
Mas eu sinto que começou ali.
….
Pensar com a maior qualidade possível é um produzir simplicidade,
e eu penso que esse tipo de simplicidade,
quando estamos realmente pensando por nós mesmos,
É uma certa beleza,
e eu acho que a natureza é assim também,
Que em seu núcleo,
Tão complexo quanto é, do outro lado da complexidade,
está essa bela simplicidade,
que é geralmente onde desejamos chegar.
O primeiro trabalho de um líder,
O primeiro trabalho
O trabalho eternamente mais importante,
O trabalho que eles possuem
é criar as condições para que pensamentos deslumbrantes e independentes ocorram
em todas as vidas que eles influenciam
Meu pai e eu estávamos no chão do seu estúdio,
estávamos revendo alguns dos seus documentos, eu tinha 17 anos.
E eu lembro de encontrar um clipe de papel bem grosso, com a ferrugem sujando as bordas do relatório.
Eu peguei aquilo e comecei a ler, e então, eu comecei a chorar.
Legenda: CORAGEM POR NANCY KLINE
Aquilo não era um relatório,
era um discurso que meu pai tinha escrito e discursado quando ele tinha 17 anos.
E era um discurso endereçado para sua turma de graduação,
e no discurso ele havia pedido por total igualdade completa para afro-americanos,
e isso foi em 1920, no Tennessee.
E eu me perguntei como ele teve a coragem necessária para fazer algo assim.
Então eu perguntei a ele, eu disse “Papai, o discurso…
Como você conseguiu uma permissão para fazê-lo? Você não teve medo?”
Ele olhou para documento, e disse: “ Ah sim… “
ele disse, “bem, querida, eu não pedi permissão.
Eu apenas me fiz uma pergunta, que foi “qual é o problema mais urgente que a minha geração enfrenta?”
e ele disse: “eu soube imediatamente”.
“Então eu me fiz outra pergunta, que foi: “se eu não tivesse medo, o que eu diria sobre esse tema em meu discurso?”
e ele disse:
“Então eu sabia sobre o que discursar,
e eu o fiz, eu fiquei em pé, para fazê-lo, em frente a uma audiência,
em frente ao corpo estudantil,
a faculdade, aos conselhos administrativos, comunidade, pais, familiares,
e eu comecei a ler,
e então eu olhei pra cima
e notei que todos estavam levantando
E então, todos saíram
e eu estava em pé, olhando para um auditório vazio.
Eu disse a mim mesmo, “é, parece que preciso ter a certeza de fazer duas coisas na minha vida:
um, permanecer pensando por mim,
e dois, não ser morto.”
Então ele me entregou o discurso e disse:
Parece que eu fiz as duas coisas.

(vídeos originalmente postados na página oficial)

Mais informações sobre a criação de Thinking Environments (Ambientes para Pensar) em contextos de negócio e pessoais podem ser encontradas em timetothink.com. Ou, para agendar uma sessão de mentoria com Soshan, onde ele terá o prazer de compartilhar mais informações sobre estes conceitos com você um-a-um, ou simular como você pode apoiar e desenvolver sua equipe usando estas técnicas, inscreva-se na página da Protagion e marque uma sessão com Soshan em "Connect with Mentors" dentro da área de membros da Protagion.

Onde você usou alguns desses princípios da Time to Think em sua vida, no trabalho ou em casa? Por favor, compartilhe suas experiências de pensamento independente com nossos leitores nos comentários abaixo.

Aprofunde-se no Thinking Environment com a Munzner

Leia também

Como os líderes podem provocar os melhores pensamentos nos outros?

Tradução de How can leaders ignite the best thinking in others? Este artigo é de Soshan Soobramoney, um dos mentores do Protagion. Soshan é um qualificado avaliador de riscos que já trabalhou em várias funções relacionadas a produtos e clientes na indústria de seguros, e agora é professor de avaliação de riscos futuros s na […]

Ler artigo
O componente Sentimentos na prática do Thinking Environment

Se você acolhe a expressão dos Sentimentos das pessoas e se mantém tranquilo na presença de suas lágrimas, de sua raiva ou medo, elas pensarão melhor perto de você do que se você tentar anestesiá-las. Nancy Kline, tradução livre do seu livro More Time to Think Diferenciando sentimento de emoção Para o entendimento do componente […]

Ler artigo
O poder da remoção de pressupostos limitantes

Steffen Münzner, fundador da Munzner e pioneiro do Thinking Environment no Brasil, explica o que significa pensar por conta própria. Como aprender a pensar por conta própria? A capacidade de manter o pensamento independente e autônomo - aquele que é livre de sugestões e influência das outras pessoas - pode ser treinada em ambientes de […]

Ler artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imersão 2019 - 9 a 16 de outubro de 2019

Matrículas abertas só até 31 de setembro!

Em 2019 teremos uma semana especial com os Cursos de Formação em Thinking Environment, realizados num sítio perto de Curitiba - Paraná.
Conheça a Imersão 2019

Empresas que já tiveram contato com o Thinking Environment

Nos últimos anos a Munzner treinou diversos profissionais que também foram pioneiros em levar o Thinking Environment para dentro de suas empresas.

Earthworm Foundation

GIZ – German Development Cooperation

Alltech do Brasil

Sustentare Escola de Negócios

FAE

ISAE

UniCesumar

Darnel Group

PUC Paraná - Escola de Negócios

Petrobras

Grupo Boticário

Oi

IBM

SENAR

Perkons

Famiglia Zanlorenzi

Riosulense

Comece sua jornada no Thinking Environment

Inscreva-se para receber nossos materiais educativos.

Virtus Desenvolvimento Integral
CNPJ 20.085.269/0001-25
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram