fbpx
 
x

Menu

Artigos / Thinking Environment

Entenda por que o Thinking Environment é importante para sua organização

Thinking Environment

 Munzner

Como a qualidade das relações afeta os resultados de uma organização?

Dr. Daniel Kim, referência mundial no desenvolvimento de learning organizations, traz um ponto de vista holístico e sistêmico para as organizações.

Para ele, quando há um ciclo vicioso de fracassos gerenciais, o problema está na dificuldade da empresa para olhar para as conexões entre relacionamentos, pensamentos e engajamento, ações e resultados.

Acompanhe o diagrama:

“À medida que a qualidade das relações aumenta, a qualidade do pensar melhora, levando a um aumento na qualidade das ações e resultados. Alcançar resultados de alta qualidade tem um efeito positivo na qualidade das relações, criando um mecanismo de reforço de sucesso”. – Tradução livre. Original disponível aqui.

Essa ilustração traz uma nova teoria que considera a visão sistêmica nas organizações. Ao fazermos essa análise dentro de uma empresa, enxergamos as verdadeiras alavancas de mudança que impactam nos resultados.

Ao munir-se de ferramentas que tratam da qualidade das relações, dos pensamentos e das ações, o líder ou gestor consegue criar um ambiente de co-responsabilidade da equipe sobre os resultados.

É aí que entra o Thinking Environment.

A mudança cultural que afeta diretamente as relações entre as pessoas

O Thinking Environment pode ser definido como um conjunto de técnicas ou uma metodologia, mas na verdade é uma mudança cultural. São comportamentos que passam a ser desenvolvidos pelos colaboradores e definem o modo de agir da empresa no nível da convivência entre as pessoas.

Na prática, o Thinking Environment se observa em conversas entre pares ou grupos, e seus diferentes formatos na empresa: reuniões, discussões, diálogos, mentorias e apresentações.

Toda vez que alguém cria um ambiente que estimula o pensamento independente do outro, está criando um Thinking Environment. Vamos conhecer os principais aspectos dessa fantástica ferramenta de transformação cultural:

Promove maior qualidade do pensamento, como consequência de novos comportamentos sobre a forma de tratar o outro enquanto ele está pensando, utilizando a atenção e a escuta como ferramentas.

É simples, porém poderoso. As estruturas de prática do Thinking Environment podem parecer simples como uma conversa ou uma reunião, mas o que acontece ali é o pensar genuinamente independente e livre, e isso gera resultados surpreendentes.

Prático e fácil de aplicar, pois é embasado nas estruturas tradicionais de encontro entre as pessoas. As organizações são uma grande oportunidade para o Thinking Environment, em que seus colaboradores passam boa parte do seu tempo (se não a maioria) em reuniões.

O aumento da produtividade é consequência natural, reflexo da melhor qualidade de ideias e ações. O nível de insights que um Thinking Environment promove dificilmente é encontrado nas empresas com estrutura tradicional.

Otimiza o tempo dos colaboradores da empresa. Se tempo é custo, o Thinking Environment presta um grande serviço na economia de recursos da empresa, pois otimiza a comunicação entre as pessoas e reduz o tempo gasto em discussões sem fim e debates sem condução.

Cria ambientes de maior confiança, pois estimula a presença dos sentimentos e faz com que as pessoas acessem seus pensamentos e intenções com muita genuinidade.

Para aplicar o Thinking Environment é preciso manter de forma consciente os seus 10 componentes.

Quem aplica o Thinking Environment acredita no poder do pensamento independente e sabe que as respostas já estão dentro de nós – mas o mundo como é hoje não oferece espaço para acessarmos essa sabedoria. Se a sua empresa investe em Thinking Environment, está investindo em um novo mundo, com menos interrupções, distrações e mais respeito às pessoas! Veja mais sobre o Thinking Environment no artigo: O que é o Thinking Environment (Ambiente para Pensar)?